sexta-feira, 27 de maio de 2016

14/11 - De Caleta Olivia a Rio Gallegos

Amigos se reconhecem! Já escrevi esta frase aqui no blog dezenas de vezes, mas a cada dia tenho mais certeza que essas palavras são reais, vamos lá... que nosso objetivo está cada vez mais perto!!

A partir de Comodoro Rivadavia diminuiu um pouquinho (em alguns trechos) as retas intermináveis da Ruta 3 e pegamos trechos lindos beirando o mar.



E neste trecho realmente começamos a sentir o frio pra valer.

  
E olha aí... até o Tux já pegou a rota para Ushuaia rsrs


Num posto de gasolina conhecemos  o Alfredo Paz, um motociclista que mora em Ushuaia. Ele nos deu muitas dicas do caminho e inclusive recomendou o hotel que ficaria em Rio Gallegos, explicando certinho como chegar lá... bacana né \o/


Numa breve parada no meio do nada...



Desafiamos o vento rsrs e saímos perdendo rsrs


Nos posts anteriores mostramos como realmente o vento é forte, e se vc colocar a moto a favor do vento... ela cai rsrs e o Boni... sempre o Boni... quis tirar a prova kkkk, deu no que deu :-P

 

Felizmente não estragou muito a moto, só quebrou a base do baú.


Ao chegar em Rio Gallegos, seguimos a  orientação do Alfredo e fomos para o Hotel Indicado.


E o mais legal, é que encheu de motociclistas por lá.


O jantar foi umas das noites mais agradáveis que tivemos, uma mistureba de idiomas e histórias divertidíssimas.


Pois é, amigos se reconhecem, dois países, dois idiomas e um sentimento em comum: O amor ao motociclismo, redobrado por estarmos exatamente onde desejamos estar - realizando um sonho!


Até aqui foram 6149 kms , mais perto do que nunca!!!


segunda-feira, 23 de maio de 2016

13/11 - De Puerto Pirámides a Caleta Olivia

Durante o planejamento da viagem fiquei bem tranquila, mas na véspera da saída, sinceramente, o receio e o medo do que estava por vir ficaram constantes nos meus pensamentos. Tinha medo de uma viagem tão longa num grupo de 5 pessoas, tinha medo de não atingir nossas expectativas ou de novamente sofrer algum acidente. Medo de possíveis conflitos de relacionamento, personalidade, medo de problemas que pudéssemos ter, medo de a moto não aguentar a viagem e, principalmente, medo de não conseguir realizar esse objetivo.

Havia lido muito sobre o caminho, as adversidades, as dificuldades... cada relato tinha uma característica, e nunca é fácil a superação. Mas justamente deixar os medos pra trás é o que separa as pessoas que sonham das que realizam.

Uma das principais dificuldades do caminho, especificamente, é o vento, mas vamos por partes...

Depois do acidente do Kpot, passamos em Puerto Madryn para comprar outro retrovisor para a Teneré, e aliás, que cidade linda!


Em Puerto Madryn tbm começou a saga da corrente da moto do Boni, a todo instante ela ficava frouxa, e constantemente precisava ser esticada.


Sim, não vou comentar a foto abaixo, ela é muito suspeita :-P


E pior... temos vídeo rsrs


Sem comentários!!! Sem comentários :-P

Continuamos convivendo com as infinitas retas da Ruta 3, retas... e mais retas ...







A partir de Trelew o vento começou a pegar pra valer, constantemente a moto ia de lado, e a velocidade das motos pequenas não passavam de 90 kms/hr.





Gravamos o vento em alguns trechos, sofrível!!!



Como apresentado no vídeo, uns 80 kms antes de Comodoro Rivadavia precisei usar o galão reserva, tanto a Lander qto a XT foram abastecidas com os galões. Com tanto vento, a média da moto ficou muito baixa.

Pouco antes de Comodoro Rivadavia começou uma serrinha, sim, tinham curvas \o/ rsrs alegria :D


Por recomendação de amigos, optamos por não nos hospedarmos em Comodoro, mas sim numa cidade à frente: Caleta Olivia, que foi uma boa escolha, com bom hotel e preço na média.


De Caleta Olivia para Ushuaia faltavam pouco mais de 1000 kms, a angustia já havia passado a muito tempo, e a alegria era o sentimento presente em todos os momentos.

Falta pouco!!!

domingo, 22 de maio de 2016

12/11 - Puerto Pirámides - Passeio de barco e moto

Antoine de Saint-Exupéry escreveu que:

"Um amigo é fruto de uma escolha.
É uma opção de amor
É a descoberta da alma irmã.
É a consciência clara e permanente de algo sublime
que não está na natureza das coisas perecíveis.
É um tesouro sem preço, um gostar sem distância,
de alguém presente em nosso caminho,
nas horas de dúvida, de alegria, demais para ser perdido,
importante para ser esquecido"

"Importante para ser esquecido"... essa frase é muito verdadeira, já fazem mais de 6 meses que fizemos essa viagem, e muitas pessoas que cruzaram nosso caminho realmente se tornaram pessoas importantes demais para serem esquecidas, inclusive nosso grupo, tivemos momentos inesquecíveis, e que se pudesse, faria tudo de novo!!!

Bora na garupa porque este foi um dos dias mais incríveis que tivemos na nossa viagem ;)

Bem, o hostel Aloha foi uma feliz escolha, lugar super aconchegante...


e com uma fofurinha linda que não poderia passar batido *-*


Normalmente, hostel não oferece café da manhã, então fomos numa padaria, e nos esbaldamos rsrs


Puerto Pirámides é um paraíso, com uma avenida principal e tudo voltado para o turismo.

  
Nosso objetivo em passar por lá era fazer um passeio de barco afim de ver baleias, comuns na costa argentina neste período. Através da comunidade RAGMI (Red de Auxilios de Grupos Moteros Internacional) fizemos contato com o Micky e a Pame, um casal de motociclistas que possuem a empresa  Peke Sosa Avistajes  e que promovem esses passeios.


Na época eles estavam no planejamento e na expectativa de viajarem para  o Alaska, sairiam em Dezembro para a realização deste sonho, e ficamos tão felizes em conhecê-los *-* família fantástica!!!

Para nossa surpresa, nos dera um presente que nos surpreendeu demais!!! O próprio passeio na faixa!!! Dá pra acreditar? Um passeio que custaria 800 pesos cada um, o equivalente a mais de R$200 para cada um, mal acreditamos qdo nos contaram o.O por isso somos extremamente gratos, mais do que o presente, gratos por motociclistas tão incríveis e também sonhadores terem cruzado nosso caminho!


Nem preciso dizer que foi tudo incrível né!! As imagens e nossas reações no vídeo falam por si *-*


 


 




Puerto Pirámides tem este nome por causa desta pirâmide ao fundo.



Ahhh que vida dura rsrsrsrs


E o momento mais surpreendente!!!



Todos os turistas olhando igual bobos para todos os lados rsrsrsrs








 
 

Abaixo, a foto com a turma toda, sorrisos que não saiam do rosto!!! Agora, neste momento escrevendo, fico mais feliz ainda em lembrar deste dia, pois na época, eles tbm estavam na expectativa pelo sonho de ir ao Alaska, e atualmente, foram e já voltaram, com milhões de histórias e sentimentos de realização. Clicando aqui, pode visualizar a página do facebook com os relatos de viagem, que acompanhamos e tbm torcemos dia a dia .


O dia foi realmente cheio de aventuras, depois do passeio, pegamos nossas motos e fomos rodar pela Península.


E aqui é Off Road rapaaaaaz  \o/ tudo de rípio.



Encardidos e com sorriso de orelha a orelha rsrs














 

 









Maaaas o dia tbm foi de susto, estávamos acelerando para voltar antes de anoitecer, e numa parte com muita pedra solta, o Kpot perdeu o equilíbrio e foi pro chão.



Estragou um pouco a moto ...

  
mas continuou firme e forte mesmo assim ;-) Guerreiro!!!



 
E o resultado com todo mundo encardido rsrs






Micky e Pame, não sei se vão ler esta postagem, mas uma das melhores coisas que existe é tirar os sonhos do papel, nesta viagem nos conhecemos justamente porque estávamos fazendo isso, e como foi bom encontrá-los e acompanhar nos dias seguintes as aventuras de vcs. Vcs são iluminados e com uma família linda, esperamos de coração logo nos encontrar novamente, e eu, principalmente, quero aprender com quem já foi, porque o Alaska tbm não sai dos meus sonhos :-)


E amigos "é um gostar sem distância", neste momento estamos todos beeem longe, mas o espírito de motociclista e que torce para o bem um do outro continua firme e forte em todos nós.

Bora que a aventura continua, muita coisa ainda por vir ;-)