terça-feira, 23 de junho de 2015

Teneré Club no Porco Caipira em São Carlos

Semana passada enquanto estava conversando com a Bia e o Anderson ( dois colegas de trabalho ) sobre os planos para o final de semana - que seria rolê para o pão com linguiça - o patrulheiro, de apenas 16 anos, me achou maluca rsrs e disse que pra eu ser louca de vez só faltava babar :-P rsrsrs

Fiquei pensando nisso: Será que é tão absurdo assim rodar mais de 400 kms para sim, comer pão com linguiça, rodeada de amigos, em um passeio regado a muitas risadas e bom humor? E o que é então normal a se fazer?

Quando a maioria das pessoas pensam em uma viagem, quase sempre precisa estar relacionada a gastos absurdos, avião, hotel cinco estrelas e muito mais... mas sabe, na minha opinião viajar é simplesmente sair do lugar... e as vezes nem precisa ser de forma literal, a imaginação, por exemplo, também conta muito qdo o dinheiro pra gasolina está curto.

O dicionário da a seguinte definição para "normal" : 'Aquilo que é habitual' . A banda Catedral tem uma música que numa estrofe diz: "É tão normal ser feliz!!!"

Deixe-me escrever como foi o passeio, e aconselho a assistir o vídeo tbm,  para depois voltarmos a divagar sobre esse assunto rsrsrs ;-)

Bem, acordei mega atrasada no domingo e não consegui ir para o primeiro PE, que seria em São Paulo, então segui direto para Sta Bárbara para encontrar a galera, papo vai, papo vem... e quando junta todo mundo fica até difícil ir pra estrada rsrs é assunto demais.


A estrada estava ótima e o dia lindo, e como é emocionante aquele bonde enoooorme na rodovia, e das nossas motos observamos motoristas e passageiros falando: "Olha quanta moto!!!" Rsrsrs é um barato \o/ . No PE de São Carlos revi o Messa e o Gerson, grandes amigos, e fiquei muito feliz por também conhecer pessoalmente o Marcelo Braga, é muito legal quando largamos o virtual e a amizade fica real :) . Mas ei, nada de perder tempo, bora que a fome apertou.

A lanchonete do Porco Caipira é um lugar bem agradável e estruturado, acomodou todos e a expectativa estava grande para provar o tão famoso lanche.

E estava muuuuito bom!!!


 A hora da foto oficial foi o máximo, 28 motos reunidas...


E me aventurei até em uma que, digamos..., não tem tanta fama de moto assim rsrsrs


Mas compensei  babando numa Sete Galo maravilhosa *-*





Dia showw!!



Pra finalizar preciso confessar uma coisa: Estou escrevendo esse texto com um sorriso no rosto e com as energias revigoradas por ter tido um final de semana top, então, quer saber? Que o nosso habitual , ou o "normal", seja sempre ser feliz, rumo aos sonhos... perto ou longe, com um churrasco ou um ovo frito, mas com pessoas e momentos que fazem cada km valer a pena :-) e se alguém me ver babando por aí... deve ser porque não consegui controlar a risada rsrss ;-)

E agora fica o vídeo do passeio :-D até a próxima galera \o/



quinta-feira, 18 de junho de 2015

Noite do Boogie Oogie - Renegados MC - 25/04/2015

Sabe, as vezes acredito que realmente cada coisa tem a sua hora, e isso vai desde fazer uma viagem até a coisa mais simples, tipo... escrever algo aqui no blog. A alguns dias estou pensando em como descrever essa viagem, e ontem li um texto no Facebook que inicia perfeitamente este post, não sei quem foi o autor, mas é para se emocionar e fazer pensar:


"Em junho de 2013,poucos dias antes do dia dos namorados,
minha namorada terminou comigo. Eu fiquei sem entender.
Voltei pra casa e durante todo o caminho me perguntava:
“Por que?”.
A única coisa que vinha na minha cabeça era a voz dela dizendo:
“Eu amo você”.
Eu passei um mês sofrendo, procurando respostas para o que estava acontecendo.
Um dia, entrei no quarto do meu pai chorando e perguntei:
“Pai, ela dizia que me amava.Então, por que ela terminou comigo?”.
Ele respondeu:
“Meu filho, Quando alguém entra na sua vida e depois de algum tempo vai embora,
pode ser qualquer coisa, menos amor!”.
Eu disse:
“Não da para entender.
Um dia, existe amor e no outro tudo acabou”.
Ele respondeu:
“Você nunca vai superar seus traumas se continuar procurando no amor uma lógica.
Construa uma nova história”.
Eu perguntei:
“E de onde vem essa força pra começar algo novo?”
Ele respondeu:
“Não se preocupe com isso. Todo começo vem de um final”.
Uma semana depois, meu pai foi diagnosticado com uma doença rara e degenerativa
que iria matá-lo em alguns dias.
Minha mãe não o abandonou. Ela ficou !!!.
Meu pai saia toda sexta para comer pizza com dois irmãos.
Quando ele parou de andar,
meus tios começaram a trazer a pizza aqui em casa.
Eles diziam:
“Sem o seu pai, não tem graça”.
E ficavam a noite inteira dando gargalhadas.
Hoje, meu pai não consegue mais comer.
Mesmo assim, toda sexta meus tios passam aqui em casa.
Meu pai estudou em Ouro Preto-MG.
Na formatura ele combinou com três amigos
de se encontrarem de cinco em cinco anos.
Este ano, meu pai não pode ir porque ele não anda mais.
Os amigos dele saíram do interior de Minas e vieram até aqui em casa.
Todo formando tem uma foto pregada na parede na república que estudou.
Os amigos do meu pai trouxeram a foto dos quatro.
Pregaram a foto de cada um na parede do quarto e disseram:
“Agora, a nossa república é a sua casa”.
E combinaram que daqui cinco anos estariam de volta.
Meu pai chorou.
Meus pais completaram 47 anos de casados dia 2 de junho.
Eles sempre dançaram nesse dia.
Meu pai não consegue mais se levantar.
Minha mãe entrou no quarto e colocou a música que eles dançavam.
Ela disse:
“Meu filho, traz a cadeira de rodas”.
Eu perguntei:
“O que você vai fazer?”
Ela respondeu:
“Vou fazer o que seu pai faria por mim”.
Eu busquei a cadeira de rodas.
Minha mãe colocou meu pai na cadeira.
Ela ajoelhou ao lado dele e disse:
“Vamos dançar”.
Abraçou meu pai e fez a cadeira girar.
Ela ficou ajoelhada a música toda.
Meu pai chorava e ria ao mesmo tempo.
Eles ficaram ali dançando e se divertindo.
Eu voltei pro meu quarto chorando.
Abri o notebook e resolvi escrever esse texto.
Porque eu vejo o mundo distorcendo ou complicando demais o amor.
Um monte de gente dizendo fique com alguém que faz isso, que faz aquilo,
que te de isso, que não sei o que mais.
Esse monte de regras e exigências, são coisas criadas pela cabeça.
E, meu velho, não sei se você sabe mas o amor é criado pelo coração.
O resto, é ilusão.
Então, acredite.
O amor, amor completo é quando você quer o outro sempre perto.

Só isso!"



Incrível né, agora é secar as lágrimas e continuar rsrs agora vou contar um pouquinho pq o texto acima vem bem a calhar ;-)

No sábado, dia 25/04/2015, o Alemão e eu partimos pra Praia Grande, afim de ajudar (no caso dele rsrs) e curtir (no meu caso rsrs) uma festa muito legal preparada pelos Renegados MC: A Noite do Boogie Oogie.



O trajeto foi tranquilo, embora passar por São Paulo nunca seja tão legal assim =/ afinal o índice de roubo de motos, tanto pela Imigrantes quanto pelo Rodoanel seja tenso =/ mas felizmente tudo beleza conosco. Foi a primeira vez que fui de moto pra Praia Grande, e achei bem legal, tanto a cidade qto o caminho.

Chegamos por lá e a primeira coisa foi passar no mercado, mesmo de moto precisávamos abastecer um mini estoque de cerveja pra uma pessoa... sabe... rsrsrs ela vai se reconhecer aqui no texto kkkk.

Essa pessoa é alguém de coração incrível e hospitalidade única, e na verdade uma não, duas!! Fomos direto pra casa da Claudinha e do Russo, um casal incrível, gente boa demais demais demais!!! Ficamos um pouco por lá... passou a timidez do primeiro contato rsrs logo já estávamos quase trocando receitas rsrs bom demais amigos assim né \o/ mas o objetivo da viagem era a festa, então bora!!!

O Clube era mto bacana, e o pessoal pegou firme na arrumação:






E a festa a noite bombou: Tudo do bom e do melhor...


Com músicas suuuuper legais, e até eu entrei na pista de dança pra rebolar com a Macarena kkkk


Mas bom mesmo é conhecer pessoas... dessas que valem a pena sabe :-)


Quando é bom, a noite passa voando... e eis que no meio da festa surge um perdido da terra de Tatuí que virou figura tbm, o "Luizinho" . Todos ficamos hospedados na casa do Russo e da Claudinha, e o domingo foi pra fechar com chave de ouro:


Olha aí a guerreira, das minhas ;-) rsrsrs põe a mão na massa e não dá mole pra preguiça :-)



Agora pensando no texto citado acima e conferindo a foto abaixo, bem, muitas pessoas passam por nossas vidas, mas quando o sentimento, o carisma, a amizade e quem sabe... até amor... é verdadeiro, elas ficam!!! Quando não é sincero, passam e deixam apenas uma lição.

Sei que escrevi rápido sobre a viagem e nem parece que foi tão especial assim... mas foi, só que nesses casos, temos é que sentir, palavras nunca são o suficiente.


Que nossas vidas sejam sempre de pessoas que vem e ficam, esse é o prazer, não apenas os kms, mas os sorrisos que encontramos pelo caminho :-)

quinta-feira, 4 de junho de 2015

11 de Abril - Festa do MC Oficina do Rock

Sempre falei pra todo mundo que o Nelson é um dos meus exemplos como motociclista e viajante, a primeira vez que ví uma foto da placa do Acre foi numa foto dele, quando estava na Expedição para os Estados Unidos de moto: http://nelsonbad32.blogspot.com.br/2012/07/dia-04-03072012-ji-parana-ro-rio-branco.html




Nessa época eu estava fazendo minha primeira longa viagem, rodava pelo Nordeste e sempre que tinha chance acompanhava sua viagem e ficava babando pelas imagens, e sempre sonhando em tbm ir cada vez mais longe :-) Suas viagens sempre foram uma inspiração pra mim, e por isso fico muito honrada e feliz ele fazer parte do meu grupo de amigos, e por tbm ter consideração por mim como motociclista :-) esse reconhecimento vale muito  :-)

Com todo esse carinho, fiquei extremamente feliz quando ele veio na Sede dos Filhos da Lua especialmente trazer o convite da festa de seu MC, o Oficina do Rock. E teve mais, ainda me passou a bandeira do Xol, que honra hein *-*


Fomos pra Ibiúna curtir a festa, que estava mega caprixada \o/




E apetitosa ... rsrs



Fiquei feliz demais em tbm reencontrar o Profeta Tiago, um senhor cheio de histórias e relatos incríveis de suas viagens, com uma garra e determinação gigante em sempre rodar por aí, com sua ML125, um exemplo de humildade e simplicidade.


Certa vez o Profeta me disse que vê em mim uma grande motociclista tbm, e põe fé que vou realizar meus sonhos :-) é Profeta né, que suas doces palavras realmente se cumpram :-)


Como estava muito frio preferimos não acampar por lá, mas as horas que ficamos valeu muito a pena :-)


Que nossos caminhos sempre se cruzem por aí, sempre rendendo grandes histórias e troca de experiências, afinal, é bom demais aprender com quem já foi ;-)

28 e 29 de Março - Aniversário dos Demônios da Estrada MC - Colombo PR

É meio complicado atualizar o blog depois de tanto tempo em que a viagem ocorreu, porque o espírito e a empolgação são totalmente diferentes, os dias correm e o mundo da muitas voltas... mas o carinho das lembranças ainda ficam :-) enfim... bora lá o/

Entre os dias 28 e 29 de Março houve a festa dos Demônios da Estrada, em Colombo PR, e na minha opinião, uma das festas que mais valem a pena ir, afinal nas duas edições que compareci curti demais, encontrei amigos que tenho um carinho gigante e voltei cheia de boas recordações.

Essa viagem em especial me fez pensar sobre a superação de incidentes que podem acontecer quando saímos de casa, e como é incrível que tanta gente deixe de viajar justamente por causa disso, mas deixo pra explicar melhor mais pra frente ;-) segura aí a curiosidade rsrs.

O Alemão e eu saímos no sábado cedo com destino ao Paraná, viagem tranquila... só enche o saco a Serra do Cafezal, como sempre, ohhhh pedacinho terrível. Dó da Bandit, 1200 cc, 4 cilindros... acompanhando a Landinha rsrs só 250 cc sem passar dos 120 kms/hr rsrs haja paciência!!!

Sabem que placa de divisas é meu ponto fraco né, o sorriso fica enorme quando passo por elas:





Demos muita sorte em encontrar o Marcelo, a Jane, o Surfista e tantos outros amigos, e mais ainda conhecer os novos, como a galera do meu moto clube, o Marcos Barbosa, a Claudia ... bom demais, pessoal que faz qualquer lugar ficar pra lá de especial :-) Ahhh e arranjamos até lugar no condomínio pra barraca rsrs ainda bem, pq estava chovendo e seria muito ruim não ficar em lugar coberto \o/


A festa é top!!! Top!!! Top!!! E o chy  (sei lá como escreve rsrs) sempre fazendo sucesso \o/





A Donita não perdendo tempo rsrs uma amiga iluminada *-* como gosto quando a encontro por aí, nossa bruxinha com coração maior que qualquer princesa de contos de fadas rsrsrs  ;-)




Ahhh a Cris então, uma girl magia com sorriso cativante rsrs



A Jane disse que nessa foto fiquei parecendo aquelas namoradeiras de janela kkkkk cada ideia viu :-P




A volta foi cheia de desafios, e agora explico por que:  Tivemos dois incidentes no retorno, começou com o pneu da minha moto furando, que cagaço quando isso acontece rsrs estávamos a uns 2 kms de um posto e de uma borracharia pra caminhões:


Depois de o Alemão e o Marcelo conversarem com o cara, ele disse que se tirassem a roda ele arrumaria a câmara, então eles pegaram as ferramentas e não perderam tempo rsrs amigos é tuuuudoooo!



E nessas horas tudo é motivo pra dar risada rsrs


Olha o estrago rsrs o Gilmar disse que mulher não perde tempo, até câmara de ar tem que ser enfeitada, toda fashion rsrs


O Luis foi muito gente boa, e na hora de cobrar não quis pagamento em dinheiro, só me pediu para divulgar essa mensagem:



As vezes ainda encontramos pessoas de bom coração por aí :-)

Depois de rodarmos mais um pouco foi a vez do triciclo do Marcelo dar problema, fundiu o motor e fez um estrago gigante =/ a concessionária da Régis Bittencourt de novo fez um trabalho ridículo, eles acham que só rebocar o veículo com problemas pra qualquer lugar já é a solução:


Mesmo que seja para um posto abandonado sem nenhuma estrutura ¬¬'


Eles foram pesquisar o preço de um guincho da região de Cajati até São Paulo e estimaram o valor de R$800, prejuízo grande demais . O Alemão foi conversar com um caminhoneiro que fez um preço bem mais em conta, o único desafio era como colocar o triciclo no baú, e não foi fácil.

Três motociclistas do Moto Clube Roadster apareceram no posto e fui pedir ajuda pra eles


Olha aí a saga:



Ainda bem que no final deu tudo certo :) é por isso que fiquei pensando sobre as adversidades que encontramos no caminho. Um monte de gente tem medo de dar algum problema na estrada e não saber como resolver, mas se não sair de casa, nunca vai acontecer nada mesmo, inclusive coisas mto legais!!! A medida que os problemas vão ocorrendo, as soluções tbm aparecem, o esquema é ter jogo de cintura e seguir como der ;-)

No final, já quase em São Paulo tivemos a felicidade de encontrar um casal de mexicanos que estão viajando a América do Sul, legal demais né, os olhos brilham sempre que encontro esses guerreiros na estrada :-)



O final de semana foi legal demais, mais uma viagem que valeu a pena :-) e em 2016  nos vemos por lá, e de novo, e de novo... ;-)