Quase uma MacGyver - Lakraios 12-14/10



"...Sonho de liberdade e amor
o coração do motociclista
bate junto com o ronco nervoso do motor..."


O verso acima foi retirado do Hino dos Lakraios, responsáveis estes por proporcionar um final de semana perfeito, que mesmo debaixo de chuva motivou centenas de motociclistas a encarar a estrada para prestigiá-los com esse sentimento tão intenso.


E é isso aí, mais um final de semana incrível, e mais uma viagem  maravilhosa... Bem, notou o título que coloquei para esse post? A viagem foi sim o máximo, mas com alguns perrengues pelo caminho rsrs, senta que lá vem a história:

Dizem as más línguas que "São Pedro" não anda lá de bom humor, e com isso deixou o céu desabar em água esse final de semana com feriado prolongado, bom motivo para ficar em casa, certo? Que nada, cama é para os fracos \o/

Debaixo de chuva, saí na sexta feira, dia 12, para encontrar meu amigo Rodrigo em Aparecida, afim de irmos pra Lavrinhas no evento dos Lakraios, mas como saí tarde de casa e não deu pra correr muito na pista cheguei por lá umas 17:30 hs, quase não dando pra ver muita coisa na Dutra.  Com esse tempo complicado e sem saber como seria o acampamento lá no evento, preferimos ficar num hotel numa cidade próxima, em Lorena. E aí começa a aventura, ou loucura... sei lá, os dois combinam \o/

Sabe esses hotéis fuleiros, esquisitos, normalmente pequenos, cheirando a mofo no centro da cidade? Pois é, foi nossa escolha rsrs a grana está curta né, viagem só em modo econômico.



Ok ok, até que o quarto não era tão ruim assim, bem simples e com cheiro estranho... mas sobrevivemos, e até bem confortavelmente. O banheiro coletivo foi um pouco estranho, mas tudo bem, nada de frescuras, e afinal, já estou acostumada com albergues e camping's, então foi tudo tranquilo.

A cidade estava morta, mas achamos uma ótima pastelaria, por sinal recomendada hein, ServQuente, muito bom!!! Como a cidade é pequena, não achamos nada pra fazer por lá, o jeito é ficar no quarto colocando o papo em dia e assistindo novela ¬¬' só o Rodrigo mesmo pra me fazer uma tortura dessa ¬¬'




Saímos de Lorena por volta das 12 hs, estou aprendendo a me aproveitar dos pedágios absurdos que pagamos e criando cara de pau pra parar nos postos de atendimento, andando com uns "professores" mão de vaca ... esse é o jeito rsrsrs acontece rsrsrs



Uns 50 km's depois chegamos em Lavrinhas, município pequenininho e aconchegante, tive contato com alguns moradores muito agradáveis ao longo da viagem.

 



Ohhh rapaz que gosta de tirar foto viu :-P




E olha que lindo o visual da estrada...




Bem, após algumas indicações, chegamos ao Rancho que seria o evento, e deu pra perceber que esse seria dos bons.


Por lá estavam tbm meus amigos Almir e Marcelo, mas demorei um pouquinho até  achá-los. Tinha bastante gente, parecia animado... mas o tempo de chuva estava sinceramente me desanimando de acampar. Não havia levado lona, não tenho boas recordações de acampar na chuva e não queria passar frio a noite, o Rodrigo tbm não estava afim de acampar e logo iria voltar para o Rio de Janeiro, iria ficar sozinha de novo... :-(

Só que determinação é uma palavra que anda junto nas viagens, saí de casa pra isso e era exatamente o que eu deveria fazer, voltar atrás nas decisões não está com nada, mas aí vem o segundo perrengue.

Pra dar um jeito na barraca, tive a ideia de sair atrás de comprar saco de lixo, eu ia improvisar de alguma forma. Qdo combinei e me despedi do Rodrigo, fui ligar a moto, ativar o car system e.... sem sinal, a moto não dava partida, e o alarme começou a disparar. Desligava, ligava, apertava os botão...e nada desse trem ativar, sem contar o escândalo e o incômodo que estava causando por lá. Com o tempo nublado e no meio do mato, o celular tbm não tinha sinal, mas por muita sorte eu estava com um cartão telefônico na carteira. Liguei na central umas 8 vezes tentando desativar o aparelho, mas o sinal não chegava e a ligação caia, já estava ficando preocupada e imaginando pela primeira vez ter que pedir para alguém me resgatar... isso seria mto ruim.

Depois de várias tentativas, finalmente encontrei uma atendente e a linha durou alguns minutos a ponto de conseguir obter algumas orientações. Aprendi a desativar manualmente o car system e agora as coisas deram certo, mas que preocupação viu!!! Continuava com o sentimento de que as coisas não estavam dando certo... mas vamos insistir mais um pouquinho.

*** Obs: Rodrigo, obrigada por ficar lá comigo me ajudando, estava mesmo preocupada e as coisas não davam certo, estou quase te redimindo por ter me obrigado a assistir novela :-P

Encontrei uma mercearia e achei sacos de lixos para vender. Aprendi a sempre andar com estilete na mala, e olha que a engenhoca deu certo hein :-D olha o resultado da barraca protegida :-D deu um pouco de trabalho, mas evitei o terceiro perrengue :-D Fiquei me sentindo uma MacGyver hein, dando um jeito em tudo \o/


Finalmente encontrei o pessoal e pude começar a aproveitar o evento, o Rancho é lindo, e mesmo a noite deu pra apreciar o visual.





E agora sim, tranquila, com a turma e tudo arrumado...


.... alguma dúvida de que o evento foi o máximo??


Amei conhecer/reencontrar essa galera :-D







Olha que perigo esse olhar do Marcelo rsrs





  




** As fotos abaixo são créditos do Jota C Evangelista  \o/


 
 

Bom demais \o/ 

 
 



 


Noite divertida demais, som muito bom, churrasco 0800 e altas risadas com a galera :-D Já pensou que frustrante se tivesse desistido?

No domingo deu pra conhecer um pouco mais o rancho, e o lugar era realmente lindo.


Com piscinas para o pessoal.

 

E vários outros atrativos.

Escrevendo agora e pensando sobre o final de semana, fiquei feliz com minha atitude de ir adiante mesmo com algumas adversidades que surgiram. Claro que não é legal a preocupação causada, mas é bom provar a si mesmo que é preciso mais do que alguns problemas para desistir de um objetivo, e a partir de agora estou ainda mais determinada, se saí de casa, é pra cumprir meu objetivo, e só volto depois de ter dado certo, com as histórias na bagagem :-)




Sempre em frente com minha carreta, ainda temos muitas estradas pra percorrer nessa vida.



o/

Comentários

  1. Passeio bacana, eu costumo sempre também nunca desistir e insistir mesmo com as adversidades que aparecem no caminho.

    Nossa eu já fiquei uns 5 dias nesse hotel em Lorena, e te digo que foi foda rsrsr, mas na falta de dinheiro é melhor isso do que o banco da praça né.

    Abraços e bons ventos

    Att.

    V8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe V8, vlw a visita e o comentário o/

      bem melhor dar um jeito e se virar né, desistir raramente é uma boa ideia

      E vc ficou uma semana no hotel? kkkkk Tenso hein


      bjs

      Att Noellen

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

18/11 - Ushuaia, o sonho realizado

16/11 - Rumo a Ushuaia, mas incompletos

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado