08/06/2013 - Serra do Japi, de novo... e de novo... e de novo \o/

Sensacional!!! Sensacional!!!

Procurei dezenas de formas de começar este post, mas não encontrei outra palavra pra descrever o sábado SENSACIONAL!!! que tivemos rodando pela Serra do Japi. É a segunda vez que vamos pra lá, e a cada curva... cada caminho... cada novo terreno é uma surpresa, e uma descoberta maravilhosa \o/ ok ok, eu assumo, tivemos uns perrengues... mas no final deu tudo certo rsrsrs (por isso nada de broncas blz? kkkkk )

Bem, no último sábado então o Marcos e eu fomos novamente rodar na Serra do Japi, a Phione está ficando muito no asfalto com as viagens diárias para São Paulo... é irresistível a vontade de ir pro habitat natural \o/ terra !!!

Os planos iniciais eram ir até a torre da Tv Cultura e depois seguir para Pirapora do Bom Jesus pela estrada de terra, mas como diz Joseph Climber, a vida é uma caixinha de surpresas rsrs . Encontramos um caminho contornando a Torre onde possibilitava entrar um pouco adiante na Serra, sem passar pelas porteiras (que ficam trancadas), alguma dúvida quanto a curiosidade enorme de desbravar aqueles caminhos? Pois é, seguimos adiante \o/ muito mais divertido, embora não fazíamos a menor ideia do que encontraríamos pela frente, mas tínhamos certeza que valeria a pena!!!


Pra começar... eis que descobrimos a  Árvore da Dona Silvia rsrs no meio do nada... com banco e tudo mais, coisa chique né? Fica aí o registro rsrsrs. Pq será hein? To curiosa *-*



Seguimos por um caminho que parecia demarcado previamente, então seria uma boa forma de nos direcionarmos, visto que não temos GPS na moto, e nada de sinal de celular tbm.



Alguns trechos eram mais desafiadores, com muitos gravetos, folhas, pedras soltas... mas só serviam pra dar mais emoção ao passeio.




Fala a verdade, ehhh motoca fotogênica viu rsrs


Fica linda *-*




Mas como nem tudo a festa, tinha uma pedra no meio do meu caminho, literalmente ¬¬' . Comprei terreno por lá pela primeira vez, ainda bem que em baixa velocidade não causa danos maiores.


O ruim mesmo foi eu não conseguir levantar a moto sozinha, tentei... tentei... e nada, o jeito foi esperar o Marcos voltar pra saber o que houve, e foi exatamente o que aconteceu rsrs, depois de um tempo ele não ouvia mais o barulho do motor, voltou pra me ajudar rsrsrs... obrigada pela preocupação moço o/

O único prejuízo foi que quebrou o protetor de mão, peça fundamental!!!


Passado o susto(pelo menos o primeiro deles)... vamos que vamos, muito ainda a percorrer \o/


Voltamos um pouco e pegamos uma estrada em outro sentido, e essa foi a melhor decisão possível. O trecho foi meio complicado de percorrer, abaixo coloquei uma montagem que fiz onde da pra perceber como eu estava medrosa rsrs afinal, um terreno só por dia está bom né, não precisava comprar mais... doce ilusão!!!

Depois de ouvir o som de uma cachoeira, fomos em sua direção, quando estávamos quase chegando... eis que o cabo de embreagem da minha moto estourou, estava preso só por um fiozinho, mas que não era suficiente para engatar as marchas.




Nesse momento, começamos a ficar um pouco preocupados, afinal estávamos no meio do nada, mas quer saber? A paisagem era tão linda que deu pra adiar um pouco a preocupação e curtir aquele momento.




Recompensa maravilhosa, águas cristalinas, vida por todos os lados, sensação indescritível!!!



Bem, depois de alguns minutos, e sem sinal de celular pra tentar falar com o Airton (nosso mecânico) pra perguntar o que fazer (<noobs em mecânica mode on>) , o Marcos saiu de moto pra tentar sinal em algum lugar, e eu fiquei lá esperando. Então passaram alguns ciclistas e pararam pra me ajudar. Um pouco antes eu havia conseguido falar com o Airton e recebido a orientação de como seguir, saindo já com a moto engatada. Mas como estava numa descida, não conseguia movê-la sozinha. Eles estão pegaram a moto pra mim e colocaram numa reta, depois de algumas tentativas consegui sair... e fui tentando voltar sozinha. Mas num trecho bem complicado, cheio de cascalho... não teve jeito, o pneu caiu numa valeta, a moto morreu e não consegui segurá-la, e lá vou eu comprar terreno de novo. O que da mais raiva é que eu não cai em nenhuma das situações, só a moto caiu, faltou perna pra conseguir segurá-la, que saco viu ¬¬'

Quando o Marcos voltou, lá estava eu de novo com a moto caída, e nesse momento foi tenso levantá-la e empurrá-la viu, dois malucos mesmo rsrs



Ainda bem que não danificou nada da carenagem :-)


Maaas depois de um certo esforço, conseguimos levá-la pra um lugar seguro, o Marcos voltou com a Lander e eu com a Tornado (tudo tem seu lado bom né \o/ rsrs). Ainda chegamos na cidade e encontramos uma oficina aberta, deu pra trocar o cabo e já ficar prontos pra próxima rsrsrs

Depois de tanta tensão ainda merecíamos um almoço, mas pelo horário, só sobrava o shopping, empoeirados... mas lá fomos nós, ainda tem mais rsrsrs

Encontrei o Dudu e a Talita no shopping e eles me fizeram lembrar dessa tirinha:


É engraçado, nos tornamos amigos depois de um passeio com os Highlanders pra Campos do Jordão, foi só uma viagem, mas já o suficiente para tamanha demonstração de carinho, com recado na moto de identificação, da pra acreditar? kkkk vlw Talita, vcs estão fazendo falta nos passeios hein, precisam aparecer com a galera \o/

 

Bem, como dizem... quanto maiores são as dificuldades a vencer, maior será a satisação !!! Não há perrengues que nos façam parar, e que venham ainda muitas aventuras por aí \o/ Além disso, os amigos que encontramos por esses caminhos fazem realmente cada quilometro valer a pena!!!

Segue a montagem com as gravações do caminho, espero que curtam, porque pra nós.... foi o máximo!!!




Comentários

  1. É evidente que vc já conhece a técnica... Mas olha um vídeo de como levantar sua motocicleta "como uma garota" (mas que é extremamente útil pra muito macho, que já vi levantando moto assim..rs).
    http://www.youtube.com/watch?v=41RfG6o9n3I


    Moto sem embreagem: basta a outra moto "dar pezinho" (empurrar com o pé a moto quebrada, pela pedaleira do carona). Aí, é só engatar uma 1a. ou 2a. e dar o tranco... as demais marchas, vc passa "no tempo".

    Sei que é meio óbvio... mas durante o perrengue, a gente às vezes não lembra.


    Abraço,

    Haendel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os perrengues foram úteis pra aprender Haendel, na próxima já saberei me virar kkkk

      Sobre tentar levantar a moto, tentei essa técnica, lembrei desse vídeo aqui http://www.youtube.com/watch?v=k4MPyX0QCYw , mas não funcionou, levantava até metade e não aguentava mais kkkkk não sei se por causa do mato.. terra... escorregava, da segunda vez que caiu nem tentei levantar kkkk

      Na próxima vou tentar essa aqui http://www.youtube.com/watch?v=ogZk_6vy3cU algum dia aprendo rsrs

      Vlw, bjs.

      Excluir
  2. Show de bola Noellen.. fiquei com agua na boca pra pegar uma terrinha...

    ja aconteceu comigo esse lance de recado na moto... Highlanders é isso!!

    beijoss

    Mardex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mardex, lá é o máximo, bom demais!!!Qdo quiser, aparece aí que vamos tds.

      E já estou ganhando um pouco mais de experiência pra encarar a Estrada Real \o/


      Vlw, bjs.

      Excluir
  3. Muito bom, mesmo! Que vontade de acompanhar vcs! Quanto a não conseguir levantar a Lander sozinha, já passei por isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk tenso né Tuca, e da uma raiva ¬¬' mas fazer o que, já somos mulheres, pilotamos, temos a própria moto e ainda tem que conseguir levantar a motoca sozinha?? Poww está pedindo demais kkkk


      Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

18/11 - Ushuaia, o sonho realizado

16/11 - Rumo a Ushuaia, mas incompletos

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado