27/10 - Off de São Paulo à Pedra de São Domingos

Algumas pessoas procuram os caminhos mais fáceis... motociclistas não!!!

Fiquei pensando nessas palavras ao retornar do passeio do último domingo. O Tiago e eu saímos tendo como objetivo um passeio mais off, com destino à Pedra de São Domingos, maaaass... com rotas com um pouco mais de emoção \o/

Nos encontramos em São Paulo as 7 hs, indo para Mairiporã pela Estrada da Roseira. Não imaginava que teria uma estrada tão bonita saindo de Sampa, asfalto show, natureza deslumbrante, legal demais!!!

Atravessamos Mairiporã, Piracaia ... as vezes por estradões de terra, as vezes pelo asfalto, e por sinal, finalmente descobri qual é a estrada de terra que liga Joanópolis à Monteiro Lobato, estradinha show!!! Com um pouco de pedra em alguns trechos... mas nada que incomode, o visual é recompensador.


Chegando em São Francisco Xavier, passamos pela cachoeira do Davi. Infelizmente o local estava com bastante gente, mas ainda assim deu pra tirar algumas fotos bacanas.







Continuando o trajeto, pegamos a estrada de Monteiro Lobato à Pedra de São Domingos, e alguns trechos já se tornaram um pouco mais desafiadores. No meio do caminho encontramos um casal que estava com o carro caído numa valeta, até tentamos ajudar... mas não deu muito certo. O jeito era espera o trator que a pousada em que estavam iria arranjar. Descer esse trecho me deixou com um pouco de receio, mas o jeito é encarar né... e no final deu tudo certo rsrs



A medida que continuávamos, comecei a ficar preocupada, já estava na reserva do combustível e nada de aparecer alguma civilização rsrs. A parte pra chegar à Pedra foi cansativa, felizmente concretaram as partes mais íngremes, deu para subir... mas foi puxado, já era por volta das 15 hs, estávamos sem almoço...e o cansaço estava batendo. Mas lá em cima... no 24º pico mais alto do Brasil... percebemos porque é que fazemos isso. O cansaço se torna reflexo de um esforço que vale a pena, e o visual, um presente inestimável!!!



 Falei pro Tiago que ele parecia estar pagando promessa, se recuperando de uma fratura no pé... e num lugar desses, nota 10 pelo esforço e determinação.


Mas vou ficar com a consciência pesada se souber que o pé piorou durante a semana devido tanto sacrifício =/

Enquanto estávamos lá em cima, começou a chover um pouco, felizmente logo parou, mas foi o suficiente para nos molharmos =/





Fomos almoçar em Costas, que fica no distrito de Paraisópolis MG. O almoço no Restaurante da Tia Neide repôs toda a energia que estávamos precisando, isso porque já era 16 hs, e tem comida melhor que a mineira?? Muito bom!!!


Enquanto estávamos almoçando caiu aquela chuva...



Eu continuava na reserva e já estava começando a planejar pegar gasolina da Teneré, mas felizmente, 9 kms depois estávamos em Gonçalves, prontos para abastecer.

O retorno foi puxado, com parada apenas já perto de Guarulhos para eu abastecer novamente. As curvas da Monteiro Lobato são divertidas...mas perigosas, e com uma Teneré 660 a minha frente... tentei não fazer muito feio rsrs o receio das ultrapassagens perigosas... mas espero não ter atrasado tanto por conta da Lander e da inexperiência.

Bem, no total foram 574 kms muito bem rodados!!! E a cada nova estrada, novo cheiro, novo sabor, novo amigo... reforça a minha certeza de que esses momentos se tornam uma fonte de enriquecimento, não só pelos kms rodados, mas principalmente pelas coisas maravilhosas que se revelam perante nosso olhar.

Caminhos fáceis qualquer um percorre, os com emoção e aventura... só alguns tem esse privilégio \o/


Já estou pronta pra próxima, quem vamos?  \o/

Segue a montagem com as imagens, espero que gostem ;-)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

18/11 - Ushuaia, o sonho realizado

16/11 - Rumo a Ushuaia, mas incompletos

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado