09/07 - De Alcobaça BA à Prado BA

Bem, como pelo post anterior da pra perceber que em Alcobaça não estávamos curtindo muito, seguimos na segunda feira para Prado BA, uma cidade linda, melhor estruturada e bem pertinho de Alcobaça, aí sim, finalmente as coisas começaram a melhorar e tudo ficou com cara de férias \o/



Mesmo fora de temporada, o pessoal ainda estava cobrando muito caro pelas pousadas, e o tempo não estava lá essas coisas para acamparmos, mas depois de muito rodar, eis que descobrimos um achado ... o restaurante e pousada do Jamanta \o/

Bem, só pra começar, quando vemos um colete desses na parede, já sabe o que representa? Que estamos em família, é certeza que ficaríamos muito bem !!!! E foi exatamente o que aconteceu, o espírito de motociclista sempre falando mais alto, seja para as aventuras e as estradas, seja para ajudar e recepcionar essa grande irmandade!!!


Um lugar simples, mas que o Jamanta e a família nos recebeu super bem, e está recomendadíssimo, quando passarem pela região, é lugar certo para ficar!!!


Não vou nem falar nada.... rsrs conforto e tranquilidade era pouco né rsrs


Infinitamente melhor que o outro hotel ...

E com opções de pratos deliciosos ...


Além de ser bem em frente a praia...

O tempo estava fechado, pobre é assim né, quando pensa em ir à praia, o tempo fecha rsrs mas mesmo assim o lugar é lindo...






Bem, de Guriri até Prado foi pertinho, e agora é relaxar, porque Prado realmente será sinônimo de férias, um paraíso!!



Comentários

  1. Oi Noellen, chegamos bem ao Rio. Agora vamos acompanhando daqui. O cara do Xodó perguntou por vc, ele só viu 2 motos e estranhou. As pedras de parar o pedal de descanso estavam no mesmo lugar, inclusive a sua em frente ao chalé. Vai q vai daí!!! abração
    Rodrigo

    ResponderExcluir
  2. Eai como estás Noellen? Tamos aqui ansiosos com a continuação do relato! Abraço fica com Deus!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

18/11 - Ushuaia, o sonho realizado

16/11 - Rumo a Ushuaia, mas incompletos

15/11 - O dia que as coisas não saíram como o planejado